Sub-21 de Portugal mantém hábitos de vencer

Sub-21 de Portugal mantém hábitos de vencer

A Selecção Sub-21 de Portugal em futebol assinou uma exibição de enorme qualidade frente à República Checa com um triunfo (3-1) inequívoco

SUB21-POR-CHE-02O jogo era de carácter particular, visando a preparação para o Campeonato da Europa de Futebol em Sub-21, mas, mesmo "a feijões", a Selecção de Portugal ganhou (3-1) "sem espinhas" e com uma exibição coroada com uma excelente nota artística. Frente à sua congénere da República Checa, selecção que irá estar tal como Portugal da fase final do Europeu da categoria, o conjunto às ordens de Rui Jorge mostrou uma enorme qualidade e um ritmo que rapidamente deixou para trás o adversário.

PUB

O resultado foi feito ainda no primeiro tempo com dois golos de Carlos Mané, aos 14 e 31 minutos, e um terceiro golo apontado por Bruno Fernandes, um dos homens do jogo, na transformação de uma grande penalidade ao minuto 38. Antes do intervalo, os homens da República Checa ainda reduziram a desvantagem, com um bom golo apontado por Tomas Soucek, podendo-se dizer que o jogo terminou pouco depois..

Com o jogo controlado, Portugal acabou por disputar o segundo tempo sem precisar de pisar no acelerador, perante um adversário que depois de alguns sinais de querer equilibrar a contenda, antes do intervalo, acabou também por se contentar com o resultado numa etapa complementar sem grande história. Rui Jorge pôde assim tirar o melhor partido do seu grupo de trabalho que tem novo jogo particular já na próxima terça-feira frente à Holanda, em Doetinchem.

Recorde-se que Portugal garantiu o apuramento para o Europeu da categoria simplesmente exemplar, tendo vencido oito dos dez jogos disputados, empatando os outros dois, mantendo-se assim invicta com um total impressionante de 34 golos marcados em dez jogos.

SUB21-POR-CHE-03SUB21-POR-CHE-01SUB21-POR-CHE-04

O caminho até a Polónia, país que irá receber o Europeu de Sub-21 de 16 a 30 de Junho do próximo ano, continua assim a ser trilhado da melhor forma. Para isso, Rui Jorge pôde desta feita contar com um "onze" formado por Bruno Varela na baliza, um quarteto defensivo formado por Rebocho, Tobias Figueiredo, Edgar Ié e Fernando Fonseca, ainda uma linha média constituída por João Carvalho, Rúben Neves e Bruno Fernandes, sobrando para as acções mais ofensiva um trio que simplesmente arrasou a defesa da República Checa, formado por Carlos Mané, Podence e Bruma.

E para que se tenha a ideia da qualidade que corre nas "veias" desta Selecção Sub-21 portuguesa, será interessante recordar que o seleccionador Rui Jorge teve ainda no banco para este jogo elementos como Rúben Semedo, Gonçalo Guedes, André Horta ou Diogo Jota, elementos titulares nos três "grandes" do futebol português, isto para além de Rui Silva, Joel Pereira, Domingos Duarte, Simão Azevedo, Xico Geraldes, Iuri Medeiros e Ricardo Horta.

Jorge Reis

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.