Benfica mais perto do Jamor após golo irregular

Benfica mais perto do Jamor após golo irregular

Mitroglou marcou os golos do Benfica no Estoril, na primeira mão da meia final da Taça (2-1), mas no segundo golo estava fora de jogo

Estoril-Benfica-Taca08Foi arrancado a ferros o triunfo do Benfica sobre o Estoril Praia (2-1), no relvado do Estádio António Coimbra da Mota, na Amoreira, no jogo da primeira mão da meia final da Taça de Portugal , concluído com a vitória dos "encarnados" conseguida sobre o último minuto, num lance assinado por Kostas Mitroglou. O avançado grego, numa fase em que se assume claramente como o verdadeiro homem-golo da turma da Luz, desfez o empate com um golo decisivo na resposta a uma assitência de Cervi, tendo apenas que encostar para o golo, só que fazendo-o a partir de uma posição irregular de fora de jogo que o árbitro não sancionou.

PUB

Depois de Mitroglou ter apontado o primeiro golo do jogo aos 36 minutos, e de Kléber ter reposto a igualdade ainda no primeiro tempo, ao minuto 40, acabou assim por ser Mitroglou a resolver um jogo em que o Benfica teve as melhores oportunidades para faturar, nomeadamente por Rafa Silva, uma vez mais o elemento mais perdulário da noite, num conjunto encarnado que nunca encontrou ninguém lá na frente com o necessário instinto "matador".

Sem contar com Jonas, que esteve convocado para este jogo mas que ficou ausente alegadamente devido a uma cervicalgia, de acordo com indicação do próprio Benfica, o técnico Rui Vitória apostou em Mitroglou como o homem mais adiantado, com Rafa no apoio directo ao ponta-de-lança. Zivkovic, Filipe Augusto e Carrillo, com Samaris na posição seis, preencheram o meio-campo encarnados, à frente de uma defesa com Jardel como novidade, ao lado de Lindelof, Nélson Semedo e Eliseu, e todos eles à frente do guarda-redes Júlio César.

Do lado do Estoril Praia, cuja ambição como o seu próprio técnico assumira, era vencer ainda que fosse pela diferença mínima, elementos como Licá, Mattheus e Kléber foram os homens que maiores dores de cabeça provocaram ao conjunto visitante na Amoreira, num jogo pautado pontualmente por algum equilíbrio, alternado com lances em que o Benfica teve oportunidade de conseguir um resultado bem mais esclarecedor. Rafa, logo aos seis minutos, perdeu uma oportunidade flagrante de golo para o Benfica, permitindo a defesa ao guarda-redes dos "canarinhos", Luís Ribeiro, vindo este a ser batido ao minuto 36 por Mitroglou, na resposta a um cruzamento de Zivkovic para o segundo poste onde o avançado grego faturou sem dificuldade.

Estoril-Benfica-Taca01Estoril-Benfica-Taca02Estoril-Benfica-Taca04Estoril-Benfica-Taca07

O Benfica chegava assim à frente do marcador mas, quatro minutos depois, Eliseu cortou a bola com a mão dentro da grande-área e o árbitro, bem, assinalou a marca do castigo máximo. Chamado a converter, Kléber rematou em força para o meio da baliza, Júlio César atirou-se para o seu lado direito e a bola só parou no fundo das redes.

Logo depois do golo do empate estorilista, nova contrariedade para a turma visitante, agora por força de uma lesão do médio Filipe Augusto, que obrigou à chamada ao jogo de Pizzi. Depois, no segundo tempo, Rui Vitória chamou ainda a jogo Franco Cervi para o lugar de Rafa Silva, e Jiménez por troca com Carrillo. Do outro lado, o espanhol Pedro Carmona, técnico do Estoril Praia, ainda chamou a jogo Diakhité por troca com Licá, porventura para dar outra frescura ao ataque do Estoril Praia e poder com isso aproveitar o posicionamento do Benfica balanceado para o ataque, mas acabou por ser a partir desta atitude dos "encarnados" que surgiu o golo que resolveu o jogo.

É caso para dizer que o Benfica vence direito por linhas tortas, isto porque, a haver um vencedor, por aquilo que fez em campo ao longo dos 90 minutos, ele teria certamente que ser o conjunto visitante. Do lado do Estoril Praia lutou muito, mas a deteminada altura teve mais de defender e segurar o empate do que tentar virar o resultado a seu favor.

Para o jogo da segunda mão, marcado para 5 de Abril no Estádio da Luz, o Benfica parte assim em vantagem depois deste 2-1, para a decisão que irá permitir conhecer um dos finalistas à Taça de Portugal.

texto: Jorge Reis
fotos: reprodução ©Twitter 

Estoril-Benfica-Taca05Estoril-Benfica-Taca06Estoril-Benfica-Taca09Estoril-Benfica-Taca10Estoril-Benfica-Taca11

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.