Golo de Marega empata Sporting em Alvalade

Golo de Marega empata Sporting em Alvalade

A turma de Alvalade até esteve na frente do marcador com um golo de Alan Ruiz mas Marega, aos 76 minutos, impediu a vitória do Sporting

170305-Sporting-Vitoria-01Menos de 24 horas depois da reeleição de Bruno de Carvalho como presidente do Sporting, a equipa de futebol do clube de Alvalade não foi além de um empate no jogo em Alvalade frente ao Vitória de Guimarães, num jogo dividido em que a divisão de pontos acaba por espelhar aquilo que realmente se passou dentro das quatro linhas. Sem poder contar com Adrien no meio-campo, a turma às ordens de Jorge Jesus foi a primeira a marcar, ao minuto 34', através de Alan Ruiz, mas o Vitória, sempre objectivo e a atacar menos vezes mas de forma mais efectiva, chegou mesmo ao golo ao minuto 76', através de Marega, que assim assinou o empate que viria a ser o resultado final.

PUB

Perante 41.822 espectadores, a turma de Alvalade não conseguiu dar ao seu renovado presidente a desejada vitória, porque não soube "matar" o jogo quando teve oportunidade para isso, nos primeiros 30 a 35 minutos, quando dominou o jogo e teve mais oportunidades, e acabou por consentir o empate imposto por um Vitória de Guimarães que nunca baixou os braços, teve alturas em que foi mesmo superior no "miolo" do terreno, soube criar oportunidades de golo e acabou mesmo por repor a igualdade, numa partida em que poderia ter "tombado" para um ou para o outro lado já que qualquer um dos conjuntos teve oportunidades para isso.

O empate, contudo, ajusta-se por completo ao equilíbrio entre as duas equipas, ainda que venha penalizar a incapacidade do Sporting em segurar a vantagem, penalizando Jorge Jesus pelas alterações introduzidas na sua equipa no segundo tempo, quando apostou em Joel Campbell em detrimento, por exemplo, de Podence, que não saiu do banco de suplentes, ou de Francisco Geraldes que uma vez mais nem convocado foi para este jogo.

Jesus apostou assim em Rui Patrício, que logo ao minuto 13 fez a defesa da noite a um remate de Hernâni, impedindo que o Vitória se adiantasse logo ali no marcador, com Schelotto, Coates, Paulo Oliveira e Ricardo Esgaio no quarteto defensivo, William Carvalho atrás de uma linha média com Gelson Martins e Bryan Ruiz nas alas e Bruno César a fazer de Adrien Silva, e Alan Ruiz atrás de Bas Dost.

170305-Sporting-Vitoria-06170305-Sporting-Vitoria-04170305-Sporting-Vitoria-05

Do lado do Vitória, o técnico Pedro Martins respondeu a Jesus com uma equipa em que Hernâni suriu como o "maestro". Miguel Silva na baliza, atrás de Bruno Gaspar, Josué, Pedrão e Konan, tinham a missão de fechar os caminhos para a sua baliza, aparecendo depois Celis e Zungu na área de transição para o meio-campo ofensivo onde Sturgeon, Hurtado e Hernâni tinham que criar espaços e fornecer o ataque de Marega, o homem que viria mesmo a assinar o golo do Vitória.

Gelson Martins, sempre a surigr como a seta apontada à baliza do Vitória, sem dúvida o elemento mais esclarecido no ataque do Sporting porventura a par de Bas Dost, que em determinados lances deu conta de uma enorme qualidade na sua visão do jogo pela forma como criou espaços para o aparecimento dos seus companheiros, foram os homens mais esclarecidos da equipa do Sporting.

Pedro Martins, o técnico vimaranense, viu isso mesmo e, ao minuto 63, trocou Sturgeon por Rafinha, colocando mais presença no meio-campo e fechando mais o golo. Jorge Jesus respondeu, tirou do jogo Alan Ruiz e Bruno César para as entradas de Palhinha e Joel Campbell, duas alterações que não melhoraram em nada o jogo leonino, deixando mesmo o meio-campo do Sporting mais permissivo.

Joel Campbell, curiosamente, até esteve à beira de marcar o segundo golo para o Sporting logo depois de ter entrado no jogo, fazendo passar a bola bem junto ao poste esquerdo da baliza de Miguel Silva, mas depois disso Campbell desapareceu, como aliás aconteceu com Palhinha, cuja entrada no jogo nada de novo trouxe à produção da equipa do Sporting. 

170305-Sporting-Vitoria-02170305-Sporting-Vitoria-03170305-Sporting-Vitoria-00

Ao minuto 72', Pedro Martins respondia a Jorge Jesus também com duas substituições, chamando a jogo Rafael Miranda e Rafael Martins, por troca com Zungu e Hurtado, o futebol da equipa visitante conseguiu levar o jogo mais para perto da baliza de Rui Patrício e, quatro minuto depois, ao minuto 76', Marega, na resposta a um cruzamento da direita por Bruno Gaspar, surgiu solto de marcação para fazer o golo do empate.

O Sporting não teve capacidade de reacção, Jorge Jesus ainda chamou Castaignos para o lugar de Bryan Ruiz, mas o resultado não voltaria a sofrer alterações, mantendo-se o empate que castiga o Sporting, agora a 12 pontos do líder Benfica, e que vem de algum premiar o Vitória que quer continuar a acreditar que pode chegar quarto lugar agora ocupado pelo rival Sporting de Braga.

texto: Jorge Reis
fotos: reprodução ©Twitter 

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.