Sporting ultrapassa sadinos sem dificuldade

Sporting ultrapassa sadinos sem dificuldade

No Estádio do Bonfim, o Sporting garantiu o quinto triunfo consecutivo naquela que é a melhor fase dos "leões" no presente campeonato

Sporting000Ainda à espera de uma escorregadela que terá que ser acentuada por parte de um dos dois clubes que seguem na frente do campeonato, Benfica ou FC Porto, o Sporting voltou a vencer (0-3), naquela que foi a quinta vitória consecutiva na Liga NOS na melhor fase da turma de Jorge Jesus no presente campeonato em que já não perde desde a 20ª jornada, quando visitou o Estádio do Dragão para o embate com o FC Porto. Agora no Estádio do Bonfim, em Setúbal, os "leões" ultrapassaram um Vitória ao longo da semana tinha sido apontado pelo treinador "leonino" como capaz de insistir em demasia no "anti-jogo". Nos dois jogos anteriores no mesmo relvado na presente temporada, o Sporting venceu para a Taça de Portugal e o Vitória pagou na mesma moeda para a Taça da Liga, pelo que surgia a dúvida sobre quem iria desempatar a contenda.

PUB

Para este jogo, Jorge Jesus apostou seu melhor "onze", com Schelotto, Coates, Ruben Semedo e Marvin Zeegelaar à frente de Rui Patrício, ainda William e Adrien no "miolo" do terreno, e um trio de elementos mais vocacionados para o ataque, nomeadamente Gelson, Alan Ruiz e Bruno César, no apoio directo ao ponta-de-lança holandês Bas Dost. A resposta de José Couceiro, à frente de uma equipa que chegava a este jogo depois de três jogos sem perder, surgiu igualmente dentro do que era esperado, com Bruno Varela entre os postes, ajudado na defesa por Vasco Fernandes, Venâncio, Fábio Cardoso e Nuno Pinto, colocando depois Mikel e Costinha à frente da defesa com a missão de servirem da melhor forma uma linha mais adiantada nas acções de transição, formada por Amaral, Bonilla e João Carvalho, aparecendo ainda Edinho entre os dois defesas centrais do conjunto visitante.

O Sporting, com um melhor conjunto e, naturalmente, com melhores valores individuais, foi jogando sempre mais perto da baliza contrária, acabando por chegar ao golo à passagem dos vinte minutos, num lance em que a defesa sadina permitiu e entrada em velocidade sobre a bola do jovem Gelson Martins, penalizando hesitações imperdoáveis entre os homens mais recuados da equipa da casa. Até ao intervalo, o Sporting continuou a dominar mas o resultado manteve-se, com a vantagem mínima a ser permitida pelo golo de Gelson.

Sporting002Sporting004Sporting003

Para o segundo tempo, o Sporting voltou a entrar melhor no jogo, construiu duas boas oportunidades para marcar, e acabou por fazê-lo à terceira tentativa, ao minuto 56, por William Carvalho. Na sequência de um pontapé de canto, a defesa sadina ficou a ver jogar e o médio do Sporting, no segundo andar, fez o segundo golo do jogo frente ao Vitória, ele que já tinha marcado quando os homens de Setúbal visitaram o Estádio de Alvalade na primeira volta do campeonato. Seis minutos depois, na sequência de um cruzamento de trivela de Alan Ruiz, apareceu o "suspeito do costume" neste tipo de lances, o holandês Bas Dost, para marcar mais um golo para a sua conta pessoal, fechando o resultado em 3-0.

Até ao final do jogo apenas duas oportunidades de golo, uma para cada lado, mereceram o devido registo, primeiro para o Sporting quando, a dez minutos do final, Bryan Ruiz não conseguiu dar o melhor seguimento a um cruzamento de Podence, e depois, sobre o minuto 88, quando valeu à turma visitante a intervenção acertada do guarda-redes Rui Patrício, num lance em que Santana rematou ao segundo poste valendo ao Sporting a intervenção acertada do seu guarda-redes.

O Sporting vai assim chegar ao dérbi do próximo fim-de-semana moralizado por esta vitória sobre a turma setubalense por três golos, a mesma marca que também o Benfica conseguiu esta sexta-feira na recepção ao Marítimo, sendo de prever assim um clássico bem equilibrado e interessante, porventura decisivo para o presente campeonato da Liga NOS.

texto: Jorge Reis
fotos: reprodução ©Twitter 

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.