Besiktas ultrapassa FC Porto com triunfo por 1-3

Besiktas ultrapassa FC Porto com triunfo por 1-3

No Estádio do Dragão, a equipa portista que ainda não tinha sofrido golos nos jogos da Liga NOS foi incapaz de travar o Besiktas

FCPorto-Besiktas-00O FC Porto consentiu esta quarta-feira uma derrota, por 1-3, na recepção aos turcos do Besiktas, no jogo da primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões . Esta formação turca trouxe até ao relvado do Estádio do Dragão os internacionais portugueses e ex-jogadores dos “dragões” Pepe e Ricardo Quaresma, e seriam eles a receberem os grandes aplausos dos adeptos do FC Porto, nomeadamente Quaresma que mereceu uma enorme ovação quando, ao minuto 73', e já com o resultado construído a favor da turma visitante, saíu das quatro linhas para dar o seu lugar a Negredo. O “Mustang” saiu do jogo, mas os adeptos dedicaram-lhe uma enorme ovação num gesto ímpar que o jogador agradeceu perante aquele que, no final da partida, reafirmou ser o seu "clube do coração".

PUB

Emoções à parte naqueles que Quaresma disse terem sido os piores 90 minutos da sua carreira por ter que defrontar o FC Porto, a verdade é que o Besiktas conquistou um triunfo bem conseguido perante uma equipa portista orientada por Sérgio Conceição que procurou manter o equilíbrio nos acontecimentos mas apenas o conseguiu durante o primeiro tempo. Com Marega e Soares como os dois homens mais adiantados no "onze" — Aboubakar, bem assim como Maxi Pereira, não puderam alinhar neste jogo por se encontrarem a cumprir castigo — coube a Danilo e Oliver fecharem os caminho interiores do meio-campo portista onde alinharam ainda Corona e Brahimi nas alas à frente da defesa formada por Ricardo, Felipe, Marcano e Alex Telles.

Na baliza, naturalmente, Casillas foi o titular natural e esperado, num jogo em que, curiosamente, não esteve propriamente bem, com algumas falhas que não lhe são habituais nomeadamente perante alguns cruzamentos em que a bola passou tensa em frente à baliza e o guardião espanhol nem sempre deu a melhor resposta a estes lances. Afinal, até aqui o FC Porto ainda não tinha sofrido qualquer golo em jogos oficiais, nomeadamente da Liga NOS, mas acabou permitir três golos  que deteminaram um resultado porventura demasiado pesado para os "dragões" nesta entrada na Liga dos Campeões.

FCPorto-Adeptos-01FCPorto-Adeptos-02FCPorto-Besiktas-01

Bem cedo no jogo, logo aos 13 minutos, o brasileiro Talisca, emprestado pelo Benfica à turma do Besiktas, respondeu da melhor forma a um cruzamento de Ricardo Quaresma desferido do lado direito para o centro da grande-área, com um cabeceamento para o primeiro golo do jogo sem hipótese de defesa para Casillas.

O FC Porto respondeu à altura perante este golo, Oliver desferiu um remate em que a bola bateu na base do poste direito da baliza à guarda de Fabricio passando em frente à linha de golo antes de sair pela linha de fundo, tendo sido necessário esperar até aos 21 minutos para que chegasse o golo do empate. Após um pontapé de canto batido por Alex Telles, aparece na grande-área Tosic a tentar antecipar-se a Marega, acabando o central do Besiktas por cabecear a bola para um auto-golo marcado em face da proximidade de Marega. Curiosamente, no som do estádio do Dragão ainda foi anunciado o nome do avançado portista como o autor do golo, mas na verdade foi mesmo Tosic a fazer o auto-golo que repôs a igualdade no jogo.

FCPorto-Besiktas-02FCPorto-Besiktas-03FCPorto-Besiktas-04

O empate dava conta por esta altura do equilíbrio entre os dois conjuntos, mas ainda assim com o Besiktas a fazer tombar a balança doa acontecimentos para seu favor com um futebol mais eficaz e veloz. O FC Porto, com dois avançados, não conseguia pressionar o suficiente para obrigar o conjunto turco a recuar linhas, acabando mesmo a turma visitante por chegar de novo ao golo, agora à passagem do minuto 28' por Tosun. Num remate de longe, Casillas ainda se lançou à bola mas não conseguiu impedir o golo, num lance em que ficou evidente que o guardião espanhol do FC Porto deveria ter feito mais. Até ao intervalo o marcador não voltaria a sofrer mudanças, pelo que competia à equipa de Sérgio Conceição inverter o rumo dos acontecimentos e conseguiu rapidamente o golo que colocasse de novo as duas equipas em igualdade.

O treinador do FC Porto determinou desde logo duas alterações no seu "onze" no arranque do segundo tempo, com as entradas de André André e Otávio para os lugares de Oliver e Corona, o vice-campeão português conseguiu crescer no jogo e fazer recuar o Besiktas, mas isso apenas aconteceu no primeiro quarto-de-hora da etapa complementar da partida, a partir do qual o Besiktas voltou a revelar-se mais pressionante.

FCPorto-Besiktas-05FCPorto-Besiktas-06FCPorto-Besiktas-07

O técnico Senol Gunes retirou então do jogo Quaresma mas também Ozyakup, apostando em Medel e Negredo, e via o Besiktas chegar mesmo ao terceiro golo, por Babel, ao minuto 85, um lance em que Casillas ainda toca na bola mas sem conseguir impedir o golo que resolveu a partida e “gelou” os adeptos portistas nas bancadas.

O jogo terminava pouco depois com o Besiktas a conseguir pela primeira vez vencer um jogo em Portugal, derrotando um "onze" do FC Porto que se revelou de algum modo "curto" para as necessidades a que o adversário obrigou os homens às ordens de Sérgio Conceição. No outro jogo do grupo, os alemães do Leipzig receberam os monegascos do AS Mónaco de Leonardo Jardim num jogo que terminou com um empate (1-1), o que resulta para já na colocação do Besiktas na frente do grupo com três pontos, relegando o FC Porto para a última posição sem qualquer ponto.

Depois desta derrota, o FC Porto volta à competição no próximo domingo, às 18h00 em Vila do Conde, no terreno do Rio Ave, em jogo referente à sexta jornada da Liga NOS.

texto: Jorge Reis
fotos: reprodução ©Twitter 

FCPorto-Besiktas-Quaresma-01

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.