Vitória de Guimarães tropeça no Konyaspor

Vitória de Guimarães tropeça no Konyaspor

Na Turquia, o Vitória foi incapaz de equilibrar o jogo frente ao Konyaspor, equipa que marcou nos melhores momentos do jogo

Konyaspor-VitoriaG-02Quando, ao minuto 24, Araz fez o primeiro golo do Konyaspor, consolidando um domínio que vinha exercendo no jogo disputado esta quinta-feira no terreno do clube turco , ficaram ainda mais claras as dificuldades que o Vitória de Guimarães iria ter neste segundo jogo da fase de grupos da Liga Europa, com o vencedor da Taça turca como adversário.

PUB

À partida para este jogo, o Vitória chegava à Turquia com um historial de resultados negativos, isto porque o conjunto minhoto nunca conseguira vencer um adversário turco, e o melhor resultado averbado havia sido uma derrota por 2-3 no estádio Afonso Henriques, na cidade-berço. Já o Konyaspor, que ao longo da sua história encontrou pelo caminho por duas vezes equipas portuguesas, mais curiosamente o Sporting de Braga conseguiu um empate em casa no ano de 2016 (1-1), mas acabou por perder aos pés dos bracarenses, em Portugal, por 3-1. Já no que diz respeito à presente edição da Liga Europa, o Konyaspor chegava a este jogo depois de uma derrota em casa do Marselha (1-0), enquanto que a turma de Guimarães conseguiu um empate no primeiro jogo na recepção aos austríacos do Salzburgo.

O Vitória de Guimarães, melhor colocado neste Grupo I da Liga Europa, do que o Konyaspor, tinha ainda assim um histórico bem menos positivo de resultados com equipas turcas mas como não é com resultados antigos que se ganham jogos, tudo estava em aberto para a turma vimaranense que, apesar disso, desde muito cedo deu conta de ter enormes dificuldades e manter-se ao nível deste adversário.

Aos 10 minutos, Milosevic rematou com estrondo ao poste da baliza de André Silva, que estava batido e apenas por sorte não sofreu ali o primeiro golo do jogo que viria a acontecer apenas ao já referido minuto 24. Sahiner lançou para o interior da área, Friday sobe mais alto do que João Aurélio para um primeiro toque dentro da grande-área e Araz, bem colocado entre Pedrão e Konan apareceu para o desvio vitorioso. A turma turca passava para a frente do marcador e tinha agora pela frente um conjunto do Vitória que iria ter que correr atrás do prejuízo.

Em busca dos golos e por isso balanceado para a frente, o conjunto vimaranense acabou por permitir mais espaços no seu sector defensivo que o Konyasport procurou aproveitar, construindo jogo pelas alas e com isso colocando dificuldades ao guarda-redes André Silva e seus pares da defesa do Vitória. Contra a corrente do jogo por esta altura, a verdade é que o conjunto às ordens de Pedro Martins ainda construiu um ou outro lance digno de registo, e ao minuto 34', numa recarga a um primeiro remate de Heldon, Raphinha quase que surpreendia o guarda-redes Kirintili acabando por enviar a bola por alto pela linha de fundo numa perdida inacreditável.

Antes do intervalo, Araz ao minuto 42' e Estupinan, três minutos depois, voltaram a ter nos pés oportunidades flagrantes para aumentar a vantagem para o Konyaspor, mas isso só veio a acontecer no arranque do segundo tempo.

Konyaspor-VitoriaG-01

Assim, pouco depois do reinício do jogo, e já com o Vitória a apresentar um novo "onze", após duas substituições determinadas por Pedro Martins, com as entradas de Francisco Ramos e Moreno para os lugares de Wakaso e Pedrão, o Konyaspor voltou a marcar, ao minuto 48', com Milosevic a conseguir o vinha a tentar desde há muito. A partir do corredor direito, Skubic cruzou para junto da marca da grande penalidade onde o extremo bósnio respondeu com um cabeceamento imparável a carimbar o 2-0.

Se até ali a missão do Vitória de Guimarães era complicada, mais complicada ficou com o golo de Milosevic, e foi preciso mais de 20 minutos para que a turma vimaranense conseguisse aliviar a pressão sobre si mesma com um golo apontado por Heldon, colocando o resultado em 2-1 e permitindo de algum modo ao Vitória o reentrar na discussão do jogo. O “onze” do Konyaspor, no entanto, estava mais tranquilo na partida e acabou mesmo por levar a partida até ao final com a vitória tangencial para as suas cores, saltando com isso para o segundo lugar do Grupo I com os mesmos pontos do Marselha e menos um ponto do que líder Salzburgo, com quatro pontos. Já o Vitória surge agora na última posição deste grupo com apenas um ponto.

fotos: reprodução ©Twitter

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.